Rede PCR e COIMP

A Rede de Planos de Carreira e Remuneração (Rede PCR Pará) realizou no COIMP reunião de trabalho visando a intensificação de mobilização dos municípios paraenses para a adesão a Rede. A Rede PCR Pará foi lançado no dia 26 de abril pelo Ministério da Cultura (MEC) em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e consiste na  estrutura que fornece formação, ferramentas e informações auxiliares para que os municípios paraenses diagnostiquem e avaliem os PCRs dos profissionais de educação, de acordo com sua realidade, despesas e receitas
 
A reunião foi realizada com as associações dos municípios paraenses, visando atingir todas as associações para que mobilizem seus associados com vistas ao prazo de cumprimento da adequação dos municípios à meta 18 do Plano Nacional de Educação (PNE), que determina que todos os municípios e todos os estados devam construir seus Planos até 2016, e os que já possuem, devem revisar/adequar os seus até esta data.
 
A coordenadora da Rede PCR Pará, Darcirolda Batista explica que é preciso estar atento ao prazo que termina no dia 24 de junho quando os municípios devem estar com as suas devidas comissões municipais constituídas para a elaboração de seus PCRs. Para isso a Rede irá iniciar uma série de capacitações que acontecerão em municípios pólos, entre eles Belém (incluído municípios do Marajó e do Nordeste Paraense), Marabá, Altamira, Mãe do Rio e Santarém. AQ primeira formação acontecerá de 19 a 20 de maio em Marabá, no sudeste do estado.
 
Darcirolda Batista explica que as formações fornecidas pela Rede PCR terão como conteúdo as orientações para que os municípios realizem diagnósticos, avaliem os impactos financeiros decorrentes das diferentes formas de organização de um plano de carreira e apresentem suas sugestões.
 
 O Plano de Carreiras e Remuneração é uma medida para criar salários mais atrativos para os profissionais da educação e, assim, estimular os docentes a desenvolverem suas atividades com competência e satisfação.
 
O primeiro passo depois do lançamento da Rede foi a adesão dos municípios para integrar a Rede PCR, com a indicação de até dois técnicos para participarem das oficinas de formação e condução do processo de elaboração ou adequação dos planos.
 
Participaram da primeira reunião de trabalho a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime),  Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica (Amut), Associação dos Municípios do Nordeste Paraense (Amunep) e Consórcio Integrado dos Municípios Paraenses (Coimp).
 
Para a assessora de educação da Amut, Raimunda Mascarenhas, é necessário que as associações dos municípios estejam trabalhando em parceria para que todos os municípios paraenses possam participar das formações. “É um trabalho gratificante mobilizar os municípios para que a ação que trará benefícios para a educação atinja todo o Estado”, comentou.

Postado: 07/05/16
  • Darcirolda_Batista_da_Silva_(2)
  • DSC_4080
  • DSC_4078

Comments are closed.